Página Inicial
Acervo Iconográfico III
Heráldica e Vexilologia
Loja Virtual

LIVRO
Padre Sarmento de Benevides: poder e política nos sertões de Mombaça (1853-1867)
APOIO CULTURAL
Restaurante & Pizzaria Braseiro
Lótus Produtos Dermocosméticos
Magazine Pneus
Centro Comercial Pedro Tomé
MEMBRO
ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
ACE - Associação Cearense dos Escritores
ANPUH - Associação Nacional de História
CRA-Ce - Conselho Regional de Administração do Ceará
Clique para ouvir o depoimento de Fernando Cruz à rádio Assembléia FM 96,7 sobre a história político-administrativa de Mombaça, em 16/03/2009.
PageRank

Voltar para a página anterior

Untitled Document

ARTIGOS

DEZINHO LEMOS, UM SERTANEJO ACADÊMICO

 


José Lemos de Carvalho, o Dezinho Lemos, é o quarto sentado da esquerda para a direita, na formação inicial da Academia Municipalista de Letras do Estado do Ceará (AMLECE), atual Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza (AMLEF).

Fernando Antonio Lima Cruz

Faleceu no dia 3 de maio próximo passado, em Fortaleza, o escritor mombacense José Lemos de Carvalho (Dezinho Lemos), aos 85 anos de idade.

Dezinho Lemos nasceu na Fazenda Baixa Verde, em 3 de julho de 1929, a 12 km da sede do município de Mombaça. Bacharel em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará (UFC) era autor do livro "Mombaça-Ceará e seu encontro familiar", entre outras obras, e do hino do município de Mombaça, que foi oficializado pela Lei Municipal nº 411/00, de 07/10/2000, sancionada na gestão do prefeito municipal Raimundo Benone de Araújo Pedrosa.

Homem do sertão, afeito à lida diária da agricultura, somente aos 37 anos submeteu-se ao exame de admissão ao ginásio (prova que os alunos concludentes do ensino primário eram submetidos para ingressar no ensino secundário). Aos 54 anos, após um longo período afastado dos bancos escolares, foi aprovado no vestibular do curso de Comunicação Social, da Universidade Federal do Ceará (UFC), bacharelando-se em jornalismo, aos 59 anos.

Era acadêmico da Academia Municipalista de Letras do Estado do Ceará (AMLECE), fundada em 25 de junho de 2005, da qual foi fundador e seu primeiro presidente, ocupando a Cadeira nº 01, cujo Patrono é Plácido Aderaldo Castelo, hoje denominada de Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza (AMLEF), sendo seu presidente de honra.

Na fase embrionária de criação da Academia Municipalista de Letras do Estado do Ceará (AMLECE) fui convidado por Dezinho Lemos para compô-la, porém, declinei do convite, agradecendo-lhe a deferência, pelo fato de àquela época não possuir nenhum trabalho literário publicado, seja artigo ou livro.

Hoje, a atual Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza (AMLEF), um legado do mombacense Dezinho Lemos, é composta por intelectuais dos mais diversos segmentos da sociedade cearense: professores, jornalistas, advogados, médicos, empresários, políticos, etc., como o acadêmico Gonzaga Mota, ex-governador do Estado do Ceará.

O prefeito municipal de Mombaça Ecildo Evangelista Filho por meio do Decreto nº 87/2015, de 04/05/2015, instituiu luto oficial por 3 (três) dias em todo o município de Mombaça em virtude do seu falecimento.

(Publicado no jornal Folha de Mombaça, Ano XXXIX, nº 165, Maio/2015).




© Copyright 2005-2017 Maria Pereira Web - Todos os direitos reservados.
David Elias - (85) 9954.0008