Página Inicial
Acervo Iconográfico III
Heráldica e Vexilologia
Loja Virtual

LIVRO
Padre Sarmento de Benevides: poder e política nos sertões de Mombaça (1853-1867)
APOIO CULTURAL
Restaurante & Pizzaria Braseiro
Lótus Produtos Dermocosméticos
Magazine Pneus
Centro Comercial Pedro Tomé
MEMBRO
ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
ACE - Associação Cearense dos Escritores
ANPUH - Associação Nacional de História
CRA-Ce - Conselho Regional de Administração do Ceará
Clique para ouvir o depoimento de Fernando Cruz à rádio Assembléia FM 96,7 sobre a história político-administrativa de Mombaça, em 16/03/2009.
PageRank

Voltar para a página anterior

Untitled Document

ARTIGOS

ETEVALDO LIMA CRUZ: HOJE, UMA SAUDADE!

 


Etevaldo Lima Cruz (1935-2010)

Ênio César Alencar Costa

Eu era um menino com mais ou menos 12 anos de idade, quando conheci aquele jovem rapaz trabalhador, educado, muito bem vestido, sempre demonstrando uma responsabilidade ímpar naquilo que lhe era atribuído. O conheci quando trabalhava como vendedor da antiga loja de tecidos “Casa Irênio”, de propriedade do renomado comerciante o também saudoso José Irênio de Sousa Militão.

Com a alegria que lhe era peculiar, Etevaldo ficou conhecido como um comerciário que zelava em receber a sua clientela com o máximo respeito, humildade e humanidade, dispensando a todos os que ali chegavam tratamento especial e cativante atenção.

À época, presenciei o seu noivado e, por conseguinte, o seu casamento, pois teve o Etevaldo a merecida recompensa dada por Deus, por toda sua trajetória de jovem honesto, trabalhador, dedicado, íntegro e de conduta ilibada, ao receber como esposa a não menos ilustre e honrada a senhora Zeneida Cruz.

Numa vida conjugal repleta de muito amor, respeito e responsabilidade, a feliz e consagrada união desse casal foi agraciada com a vinda dos seus dois queridos e abençoados filhos Raugir e Fernando Antonio, hoje, graças à educação e correta orientação recebidas de seus pais, são renomados cidadãos, bons amigos e reconhecidos como homens de bem e de excelente caráter.

Acompanhei mais próximo ainda a vida social do brilhante casal Etevaldo-Zeneida, quando fazia parte do quadro social do Planáltico Clube de Mombaça, e, mais profundamente ainda, no destacado e atuante Lions Clube de Mombaça, proporcionando uma feliz e alegre parceria com os meus pais José Brasil (in memorian) e Maria Augusta Alencar Costa, pois tivemos a honra de sermos, por muito tempo, seus vizinhos.

Na informalidade, foram inúmeras as vezes em que assisti às famosas e tradicionais “rodinhas da cerveja” formadas quase que diariamente, sempre ao final da tarde, no famoso e conhecido bar do “João da Darzinha”, integradas pelo Etevaldo, por meu pai e outros amigos, os quais buscavam relaxar do cansaço do dia-a-dia, contando do seu desenrolar, além de se deliciarem com gostosas e marcantes gargalhadas oriundas dos interessantes “causos” e das engraçadas piadas ali contadas entre eles.

E agora, escusado se faz dizer que a grande saudade deixada por Etevaldo não é só da Dona Zeneida, do Raugir, do Fernando Antonio e de toda sua família, mas sim, é, e de maneira muito forte, de todos nós seus amigos, colegas e conterrâneos que tivemos o prazer, a felicidade e o privilégio de gozar de sua distinta e fiel amizade.

E é em nome de todos esses amigos, colegas e conterrâneos e no meu próprio que presto aqui esta singela homenagem ao inesquecível e saudoso amigo Etevaldo Lima Cruz, com um abraço de profundo pesar a Dona Zeneida, extensivo aos seus filhos e a toda família enlutada.

(Publicado no jornal
Folha de Mombaça, Ano XXXV, nº 112, Dezembro/2010).

 



© Copyright 2005-2017 Maria Pereira Web - Todos os direitos reservados.
David Elias - (85) 9954.0008