Página Inicial
Acervo Iconográfico III
Heráldica e Vexilologia
Loja Virtual

LIVRO
Padre Sarmento de Benevides: poder e política nos sertões de Mombaça (1853-1867)
APOIO CULTURAL
Restaurante & Pizzaria Braseiro
Cenpel
DFL Limpeza Urbana
Lótus Produtos Dermocosméticos
Magazine Pneus
Centro Comercial Pedro Tomé
Premium Hotel
MEMBRO
ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
ACE - Associação Cearense dos Escritores
ANPUH - Associação Nacional de História
CRA-Ce - Conselho Regional de Administração do Ceará
Clique para ouvir o depoimento de Fernando Cruz à rádio Assembléia FM 96,7 sobre a história político-administrativa de Mombaça, em 16/03/2009.
PageRank

Voltar para a página anterior

Untitled Document

ARTIGOS

NEOCID E SÃO SEBASTIÃO NO COMBATE AOS PIOLHOS

 


Mortein Neocid, eficaz contra formigas e pulgas.

Fernando Antonio Lima Cruz

Quem pertence à minha geração (nascidos entre o final da década de 1960 e o início da década de 1970) ou a gerações anteriores vai se lembrar do Neocid utilizado (indevidamente) no combate ao piolho capilar tão comum em crianças em idade escolar.

O Neocid era um inseticida em pó, indicado para matar baratas, formigas e pulgas, que era comercializado numa lata contendo 50 gramas do produto à base de dioxacarb (carbamato), mesma composição química do “chumbinho”, um inseticida utilizado como raticida, cujo uso é proibido por lei, por se tratar de um produto extremamente perigoso e altamente tóxico. No fundo da lata havia a recomendação de, nos casos de intoxicação, usar sulfato de atropina como antídoto.

Ao chegar do Grupo Escolar Professor Pedro Jaime era submetido por minhas tias-avós Luisinha, Mariinha e Júlia, no casarão da família Fagundes, ao ritual de tratamento à infestação de piolhos e lêndeas: o primeiro passo era a catação manual, com o auxílio de um pente fino, sobre um tecido branco; em seguida era aplicado o Neocid sobre o couro cabeludo e amarrado um pano na cabeça para que fosse evitada a queda dos insetos e do veneno sobre os olhos e o corpo; por último, depois de 30 a 60 minutos, retirávamos o produto durante o banho, lavando os cabelos com shampoo comum, mantendo os olhos bem fechados, com o devido cuidado para que o inseticida não atingisse os olhos.

Somente após muitas sessões de tratamento, que para mim eram sessões de tortura, e uma promessa feita por minha mãe, Zeneida, a São Sebastião, padroeiro do vizinho município de Pedra Branca, que foi paga ao assistirmos a uma missa no dia 20 de janeiro, data consagrada ao santo guerreiro da Igreja Católica, a infestação de piolhos e lêndeas foi exterminada.

Felizmente as atuais gerações (que o digam meus filhos) estão livres desse ritual de tratamento ao combate dos piolhos e lêndeas, porque os avanços da indústria farmacêutica nos legou sabonetes, loções e shampoos à base de deltametrina e permetrina.

O inseticida, hoje sob o nome comercial de Mortein Neocid e com uma nova composição química, continua eficaz contra formigas e pulgas, com a recomendação de que não deve ser usado em animais domésticos e humanos. Só o pente fino continuou inabalável.

(Publicado no jornal Folha de Mombaça, Ano XL, nº 181, Setembro/2016).




© Copyright 2005-2017 Maria Pereira Web - Todos os direitos reservados.
David Elias - (85) 9954.0008