Página Inicial
Acervo Iconográfico III
Heráldica e Vexilologia
Loja Virtual

LIVRO
Padre Sarmento de Benevides: poder e política nos sertões de Mombaça (1853-1867)
APOIO CULTURAL
Restaurante & Pizzaria Braseiro
Lótus Produtos Dermocosméticos
Magazine Pneus
Centro Comercial Pedro Tomé
MEMBRO
ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
ACE - Associação Cearense dos Escritores
ANPUH - Associação Nacional de História
CRA-Ce - Conselho Regional de Administração do Ceará
Clique para ouvir o depoimento de Fernando Cruz à rádio Assembléia FM 96,7 sobre a história político-administrativa de Mombaça, em 16/03/2009.
PageRank

Voltar para a página anterior

Untitled Document

CARTAS

ÉTICA E MORALIDADE* / VELHAS PRÁTICAS**

 

Fernando Antonio Lima Cruz - Fortaleza-Ce

Em 1986, com a eleição do sr. Tasso Jereissati para o governo do Estado do Ceará, imaginávamos que todo o processo eleitoral nefasto através de uma política clientelista, administrações públicas municipais corruptas, prefeitos eleitos por meios fraudulentos, votos conquistados através de ameaças ao eleitor e/ou favorecimentos ilícitos (compra de votos) por meio de dinheiro, troca de favores ou oferta de objetos os mais diversificados e de insignificantes valores monetários como colchões, sacos de cimento, dentaduras (pasmem), etc. chegaria ao fim e iniciaríamos uma nova era onde as pessoas e as propostas seriam os pilares básicos para a escolha, através do voto soberano e democrático, de nossos governantes.

Há de convirmos que houve uma substancial e alentadora melhora através de uma tentativa de moralizar a classe política com a fiscalização, apuração e punição de políticos mal intencionados que utilizaram indevidamente os recursos públicos.

Mas, infelizmente, em alguns municípios o futuro e os novos tempos de ética e moralidade administrativa ainda não chegaram. Os preceitos éticos e morais são relegados a segundo plano e prevalecem os velhos vícios clientelistas perpetrados pelos resquícios de “coronéis do sertão” em plena era da tecnologia, da informação e do conhecimento.

Mombaça, situada a 310 km de Fortaleza, na região sertão central do Estado, não foge à regra quando se trata de políticas clientelistas. Por falta de informação e de conhecimento a população não sabe o significado de uma boa administração, não conhece o modelo administrativo perfeito ou pelo menos viável guardadas as devidas proporções. Há uma ausência total do que há de mais trivial numa administração ética e transparente e do que a população almeja: educação, saúde, trabalho e segurança.

No limiar de mais um milênio o futuro e nem o presente chegaram à Mombaça. O único caminho é a educação, para que as futuras gerações se moldem na decência, na moral e na ética. Algumas vezes o aprendizado é um caminho tortuoso e a experiência dos erros atualmente cometidos servirá de ensino para uma Mombaça melhor. Somos sertanejos bravos, como o cacto que resiste às intempéries. Somos um povo forte, que tem muito a aprender. Que todos nós sejamos co-gestores da administração pública municipal: fiscalize, denuncie e participe.

*Publicada na seção Do Leitor, do jornal Diário do Nordeste (Fortaleza-Ce), dividida em duas partes: Ética e moralidade (23/10/2000) e Co-gestores (25/10/2000).

**Publicada resumidamente na seção Cartas, do jornal O Povo (Fortaleza-Ce), em 24/10/2000.


© Copyright 2005-2017 Maria Pereira Web - Todos os direitos reservados.
David Elias - (85) 9954.0008