Página Inicial
Acervo Iconográfico III
Heráldica e Vexilologia
Loja Virtual

LIVRO
Padre Sarmento de Benevides: poder e política nos sertões de Mombaça (1853-1867)
APOIO CULTURAL
Restaurante & Pizzaria Braseiro
Lótus Produtos Dermocosméticos
Magazine Pneus
Centro Comercial Pedro Tomé
MEMBRO
ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
ACE - Associação Cearense dos Escritores
ANPUH - Associação Nacional de História
CRA-Ce - Conselho Regional de Administração do Ceará
Clique para ouvir o depoimento de Fernando Cruz à rádio Assembléia FM 96,7 sobre a história político-administrativa de Mombaça, em 16/03/2009.
PageRank

Voltar para a página anterior

Untitled Document

ACERVO ICONOGRÁFICO II

 


Dr. João Gualberto Gomes de Sá. Nascido em São José da Lagoa Tapada, município de Sousa-PB, a 14 de janeiro de 1850, filho do sargento-mor João Gualberto Gomes de Sá e de Custódia Gertrudes de Sá. Bacharelou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito do Recife-PE a 12 de novembro de 1877, quando já integrava a representação do Partido Conservador à Assembléia Legislativa Provincial da Paraíba, eleito que fora para o biênio 1876-1877. Em 1891 voltou ao legislativo regional como deputado à primeira Assembléia Constituinte, dissolvida por Decreto de 13 de janeiro de 1892, da Junta Governativa do Estado. Faleceu em Sousa-PB, como Juiz de Direito em disponibilidade, a 19 de agosto de 1898. Do seu primeiro matrimônio, realizado no Recife-PE, a 19 de dezembro de 1873, com Júlia Francisca Bezerra de Sá (ou Júlia Bezerra Cavalcanti de Sá), filha de José Bezerra de Barros Cavalcanti e Ana Eufrasina Bezerra, nascida no engenho Santa Cruz, município de Escada-PE, a 18 de março de 1852 e falecida a 16 de fevereiro de 1880, nasceu João Gualberto Gomes de Sá Filho (1874-1912), coronel do Exército, que comandando a Polícia Militar do Paraná, faleceu em combate juntamente com o monge José Maria, líder dos revoltosos, nos campos do Irani, em 1912, no episódio da história brasileira conhecido como Guerra do Contestado (1912-1916). Não havendo descendência do seu segundo consórcio, realizado em Maria Pereira, atual Mombaça-CE, a 8 de novembro de 1881, com a sua parenta Maria Emília de Sá e Benevides, filha de Antônio Pedro de Benevides e de Joana Francisca de Sá e Benevides. Exerceu judicatura no Ceará, como Juiz Municipal dos termos unidos de Maria Pereira e Pedra Branca (1880-1888). Fervoroso abolicionista, durante sua permanência em Maria Pereira fundou uma sociedade libertadora e com muita luta obteve, em 1883, a alforria de 30 escravos. (Fotografia reproduzida do livro Mombaça: biografia de um sertão, de Augusto Tavares de Sá e Benevides).

Fontes: LEITÃO, Deusdedit de Vasconcelos. A família Sá no município de Souza: a descendência do sargento-mor João Gualberto Gomes de Sá. Cajazeiras: Tipografia Rio do Peixe, 1955; SALES, José Borges de. Notícias sobre a trajetória de cearenses na Paraíba e paraibanos no Ceará. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2005.

Untitled Document


© Copyright 2005-2017 Maria Pereira Web - Todos os direitos reservados.
David Elias - (85) 9954.0008