Página Inicial
Acervo Iconográfico III
Heráldica e Vexilologia
Loja Virtual

LIVRO
Padre Sarmento de Benevides: poder e política nos sertões de Mombaça (1853-1867)
APOIO CULTURAL
Restaurante & Pizzaria Braseiro
Cenpel
DFL Limpeza Urbana
Lótus Produtos Dermocosméticos
Magazine Pneus
Centro Comercial Pedro Tomé
Premium Hotel
MEMBRO
ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
ACE - Associação Cearense dos Escritores
ANPUH - Associação Nacional de História
CRA-Ce - Conselho Regional de Administração do Ceará
Clique para ouvir o depoimento de Fernando Cruz à rádio Assembléia FM 96,7 sobre a história político-administrativa de Mombaça, em 16/03/2009.
PageRank

Voltar para a página anterior

Untitled Document

ACERVO ICONOGRÁFICO III

 


Francisco Castelo de Castelo (1922-1990) foi prefeito municipal de Mombaça (1944-1945 e 1959-1963); deputado estadual nas legislaturas de 1963, 1967, 1971, 1975, 1979 e 1983; presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, no biênio 1985-1986 e vice-governador do Estado do Ceará, no período de 1987 a 1990, falecendo no exercício da função.

Castelo de Castro quando nomeado prefeito municipal de Mombaça em 1944, aos 21 anos de idade, pelo Interventor Federal no Estado do Ceará Francisco de Menezes Pimentel (1887-1973), procurou Augusto Tavares de Sá e Benevides (1898-1983), seu adversário político, para ouvir a sua opinião sobre aquele fato. O primeiro militava no Partido Social Democrático (PSD), o segundo atuava na União Democrática Nacional (UDN).

Assim ocorreu o diálogo entre os dois políticos adversários, segundo Castelo de Castro: Sr. Augusto vim até aqui lhe comunicar que fui nomeado prefeito de nossa terra. Fora o meu chefe político, o Senhor é a segunda pessoa que vai ter conhecimento dessa nomeação. Só me julgo com direito aos outros, depois que lhe transmitir a notícia. Ele me abraçou e disse: Castelinho você está começando muito cedo na política. Deus permita que esse passo que você está dando no início de uma carreira política seja acompanhado pelo sucesso. Mas, neste momento eu devo lhe dizer uma coisa: o caminho é espinhoso; há muitas pedras, muitas cruzes pela estrada. Mas, Castelinho, o pior de tudo é que as provações acerbas que você vai receber, em função dessa atividade política, é que elas vão partir sempre dos seus amigos e familiares, porque na política, o adversário não dá trabalho.

Fotografia: Tasso Jereissati e o mombacense Castelo de Castro, ao centro, aos pés da estátua de Padre Cícero, na Colina do Horto, em Juazeiro do Norte, durante a campanha eleitoral vitoriosa que os levou ao governo do Estado do Ceará em 1986.

Untitled Document


© Copyright 2005-2017 Maria Pereira Web - Todos os direitos reservados.
David Elias - (85) 9954.0008