Página Inicial
Acervo Iconográfico III
Heráldica e Vexilologia
Loja Virtual

LIVRO
Padre Sarmento de Benevides: poder e política nos sertões de Mombaça (1853-1867)
APOIO CULTURAL
Restaurante & Pizzaria Braseiro
Cenpel
DFL Limpeza Urbana
Lótus Produtos Dermocosméticos
Centro Comercial Pedro Tomé
Premium Hotel
MEMBRO
ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
ACE - Associação Cearense dos Escritores
ANPUH - Associação Nacional de História
CRA-Ce - Conselho Regional de Administração do Ceará
Clique para ouvir o depoimento de Fernando Cruz à rádio Assembléia FM 96,7 sobre a história político-administrativa de Mombaça, em 16/03/2009.
PageRank

Voltar para a página anterior

Untitled Document

ARTIGOS

CASTRO ALVES: UMA PAIXÃO

 


Centro Educacional Cenecista Castro Alves, 58 anos de fundação (1960-2018).

Fernando Antonio Lima Cruz

Mantenho uma relação de paixão com o Centro Educacional Cenecista Castro Alves (ainda sem o Cenecista em sua denominação oficial) iniciada no ano de 1974 quando fui alfabetizado pela professora Maria José Benevides Machado, a tia Mazé, em um pequeno anexo que se localizava na área externa do prédio principal erguido na década de 1960.

Após um breve interregno, entre 1976 e 1979, quando cursei as séries iniciais, da 1ª a 4ª série, na antiga Escola de 1º Grau Professor Pedro Jaime, uma escola da rede pública estadual, retornei ao Centro Educacional Cenecista Castro Alves no ano de 1980, onde permaneci por sete anos, até 1986, onde cursei da 5ª a 8ª série (o atual ensino fundamental) e da 1ª a 3ª série do 2º Grau (o atual ensino médio), do curso Técnico em Contabilidade.

Durante esse período, sob a direção administrativa das saudosas professoras e irmãs, Antonia Sabino Vieira e Efigênia Sabino Meireles, vivi os melhores anos da minha vida escolar, sob os preceitos do movimento cenecista, que serviram de base, concomitantemente com a educação familiar, para a minha formação cidadã e profissional.

Foram sete anos de intensa atividade pedagógica e esportiva, com a participação nos jogos cenecistas nas modalidades de futsal e handebol, onde aprendemos a importância da coletividade na busca de obtenção de resultados e contribuímos para a conquista de vitórias esportivas.

Aos professores e mestres, o preito da minha gratidão, pelos ensinamentos que ficaram marcados pra toda a vida. Em memória do saudoso professor José Evandro Alencar (1930-1986), deixo os meus agradecimentos a todos os demais professores e professoras que, de forma abnegada, cumpriram com a nobre missão de educar.

À Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC), obrigado!

(Publicado no Projeto CNEC DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO).




© Copyright 2005-2018 Maria Pereira Web - Todos os direitos reservados.
David Elias - (85) 9954.0008