Página Inicial
Acervo Iconográfico III
Heráldica e Vexilologia
Loja Virtual

LIVRO
Padre Sarmento de Benevides: poder e política nos sertões de Mombaça (1853-1867)
APOIO CULTURAL
Restaurante & Pizzaria Braseiro
Lótus Produtos Dermocosméticos
Magazine Pneus
Centro Comercial Pedro Tomé
Premium Hotel
MEMBRO
ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
ACE - Associação Cearense dos Escritores
ANPUH - Associação Nacional de História
CRA-Ce - Conselho Regional de Administração do Ceará
Clique para ouvir o depoimento de Fernando Cruz à rádio Assembléia FM 96,7 sobre a história político-administrativa de Mombaça, em 16/03/2009.
PageRank

Voltar para a página anterior

Untitled Document

ENQUETES

BARÃO DE SÃO LEONARDO

Leonardo Ferreira Marques, nasceu no Sítio Fortuna, em Mombaça-Ce, a 8 de agosto de 1817 e faleceu em Fortaleza-Ce, a 9 de junho de 1894, aos 76 anos de idade, onde foi sepultado. Era o 2º filho de Raimundo Ferreira Marques e de Tomásia Ferreira Marques, e tetraneto de Maria Pereira da Silva, uma das primeiras habitantes e fundadora da cidade de Mombaça. Teve três irmãos: José Ferreira Marques Brasil (velho Zuza do Riacho Verde), Bento Ferreira Marques Brasil (capitão Bento Brasil) e Antônia Ferreira Marques (que foi casada com Francisco Aderaldo de Aquino, bisavós maternos do ex-Governador do Estado do Ceará Dr. Plácido Aderaldo Castelo).

Participou como voluntário da rebelião dos Balaios ou “Balaiada”, no período de dezembro de 1838 a janeiro de 1841, pacificando, ao lado do então coronel Luís Alves de Lima e Silva, posteriormente Duque de Caxias, patrono do Exército brasileiro, as províncias conflagradas do Maranhão, Piauí e Ceará. Ao findar a revolta era capitão, com 24 anos incompletos. Já como coronel recebeu do governo imperial as comendas “Ordem Imperial do Cruzeiro” e “Imperial Ordem da Rosa”. Foi 1º Vice-Presidente da Província do Amazonas, chegando a assumir a presidência a 24 de agosto de 1868, por um período de três meses. O Barão de São Leonardo foi um dos primeiros acionistas da Estrada de Ferro de Baturité, em 1882.

Foi casado com a francesa Aline Gauthier, Baronesa de São Leonardo, nascida a 1º de julho de 1823 e falecida a 10 de julho de 1904, aos 81 anos de idade, com quem teve quatro filhos. Leonardo Ferreira Marques, o Barão de São Leonardo, e Aline Gauthier, a Baronesa de São Leonardo, foram sepultados no Cemitério São João Batista, em Fortaleza-Ce. Em seu testamento datado de 20 de março de 1887, o Barão de São Leonardo declara que o seu enterro seja feito modestamente.

Chapeleiro em estilo medieval que pertenceu a Leonardo Ferreira Marques, o Barão de São Leonardo, que o adquiriu em Paris por ocasião de uma de suas viagens à Europa, encontra-se exposto no Memorial do Poder Judiciário do Estado do Ceará. Na galeria dos benfeitores da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza está aposto o seu retrato a óleo. Compõem o acervo do Museu do Ceará quadros pintados a óleo do Barão e da Baronesa de São Leonardo.

Muito lhe devem a Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza e a Estrada de Ferro de Baturité, que dele obtiveram valiosa contribuição assistencial e material.


© Copyright 2005-2017 Maria Pereira Web - Todos os direitos reservados.
David Elias - (85) 9954.0008